Começou com um anúncio de um óculos de realidade aumentada chamado de “Project Glass”. Parecia uma idéia longe de se tornar real e o próprio Google admitiu que ele não seria tão incrível assim. Isso foi no começo de 2012 e muito se especulou sobre o futuro aparelho tecnológico da gigante de Mountain View.

Hoje já sabemos o que é o Google Glass e como ele funciona. No meio de 2012 o Google mostrou o aparelho durante o Google I/O 2012 numa apresentação incrível que misturava saltos de paraquedistas, pessoas fazendo rapel e pulando de bicicleta de um lado para o outro. O aparelho é realmente incrível, mas como relógios, pulseiras e óculos inteligentes mudarão nossa vida no futuro?

As pulseiras inteligentes focam na saúde e bem estar do usuário e não é mais uma novidade. Estudos apontam que, mesmo com a pequena adoção inicial, elas terão um grande espaço no mercado de tecnologias ‘usáveis’. A previsão é que braceletes para saúde sejam responsáveis por 60% do setor, número que pode crescer ainda mais quando a tendência se consolidar. No caso dos relógios inteligentes [especula-se que a Apple esteja para anunciar um em breve], estes deverão substituir os smartphones em diversas atividades, uma vez que os recursos dos celulares serão adicionados aos dispositivos mais usuais. Acredita-se que as pessoas irão recorrer cada vez menos a seus telefones com a chegada dos relógios. As grandes telas dos aparelhos darão lugar aos pequenos displays dos relógios. Nada tão incomum assim.

Por fim, os óculos, que deverão inserir no cotidiano dos usuários recursos de realidade aumentada, serão os produtos mais ambiciosos do futuro. O responsável por essa disseminação deverá ser o Google Glass [assim como o iPhone dismistificou a tela touch screen], já que comerciantes se mostraram atraídos pela novidade. E Sergey Brin, um dos chefões do Google já disse que quer acabar com nosso vício em smartphones – as funções do Google Glass facilitarão nossa vida. Ah, e tudo com Android, claro.

Já especula-se que a Sony e a Microsoft tenham protótipos do aparelho para serem lançados em breve de forma a competir com o breve lançamento do Glass. Alguns estabelecimentos americanos já anunciaram que não permitirão o Google Glass em seus recintos, já que ele pode tirar a privacidade auto-imposta. Muita coisa ainda vai ser dita sobre o aparelhinho e o mundo aprenderá a conviver com ele. Até lá vamos acompanhando a evolução das coisas.

 –
Fonte: Tecmundo

Tags: , , , , , ,


Deixe um Comentario