A Apple trouxe muita coisa nova na WWDC 2013, seu principal evento de lançamento, exclusivo para desenvolvedores. Além do já aguardado iOS 7, ela também mostrou o novo sistema operacional, novos MacBook Air, um já criticado Mac Pro e mais algumas coisas. Mas vamos pelo começo.

Como esperado, o iOS 7 ganhou uma bela reformulada. Tim Cook disse, no início da parte sobre o iOS 7, que essa foi a maior chance que a Apple já teve de mudar profundamente o sistema. E parece que eles foram fundo mesmo: mudou tudo, inclusive elementos básicos e marcantes da interface como o deslizar para desbloquear, agora de baixo para cima e a tipografia, totalmente alternada. Adequando-se ao já tradicional [em outros sistemas operacionais para gadgets] visual flat, o iOS7 fez uma reforma geral no sistema também. Ele ganhou gestos: passando o dedo da esquerda para a direita, o usuário volta ao app anterior. De baixo para cima, abre a Central de Controle — vários botões de acesso rápido e controles do sistema. (more…)

samsung S4A Samsung apresentou na noite da última quinta-feira, 14 de março, a nova geração da sua linha de smartphones, o Galaxy S4. O aparelho que deve chegar às lojas no final de abril [inclusive aqui no Brasil], veio com poucas inovações, mas trouxe poder à marca, o que deve acirrar mais ainda a batalha pela hegemonia do mercado [leia-se Apple x Samsung]. Mas vamos falar  um pouco do novo Galaxy.

Falando em Apple e na sua tela Retina, o novo Galaxy tem tela Super AMOLED de 5 polegadas com resolução Full HD, e densidade de pixels de 441 ppi. O resultado é uma belíssima tela que permite novas funções bem bacanas, além de uma sensibilidade maior do aparelho. Já em se tratando de processador, teremos duas versões: uma com Exynos octa-core, de 1,6 GHz, e outra com Snapdragon S4 Pro quad-core de 1,9 GHz. Alguns países vão receber o Exynos e outros o Snapdragon. (more…)

Maio de 2010: após 30 anos de rivalidade, a Apple supera a Microsoft pelo critério de valor de mercado e se torna a empresa de tecnologia mais valiosa do mundo. A concorrência que foi motivo de piada há três décadas, teve uma reviravolta que o Bill Gates com certeza não previu.

Outubro de 2012: na semana em que completou 14 anos, as ações do Google sobem 0,7% levando o valor da empresa a US$ 249,2 bi, o que coloca o gigante de buscas como a segunda maior empresa de tecnologia do mundo, logo atrás da Apple, apesar de que o valor da empresa da Maçã [US$ 632,9 bi] ser duas vezes maior que o do Google.

googlevsmicrosoft


O principal motivo que levou a Apple a se tornar mais valiosa que a Microsoft há alguns anos, foi a revolução causada na última década com o lançamento de dispositivos móveis como o iPod, iPhone e iPad, enquanto a Microsoft enfrentou uma [quase] estagnação em seus produtos [temos o Xbox e?], apesar de ainda dominar totalmente o mercado de computadores e sistemas operacionais para PCs. Com relação ao Google, as duas empresas tem competido em vários segmentos – a Microsoft lançou seu próprio mecanismo de busca [o Bing], enquanto o Google atacou com o Android e o Google Chrome [hoje, o navegador mais aprovado pela maioria dos usuários]. E ainda espera-se que o Google passe a dominar em breve o mercado de anúncios em computadores, substituindo o Facebook, maior plataforma de anúncios online atualmente.


Enquanto a Apple investe em tecnologia, em design e em novos equipamentos [apesar de que a quantidade de Macs vendidos não chega a 10% dos PCs vendidos no mundo], a Microsoft enfrenta problemas relacionados à sua posição no mercado além dos problemas com a pirataria de seus softwares. Acionistas já duvidam que a empresa possa fugir da sua dependência do Office e do Windows e encontrar um novo mercado para se inserir ganhando, assim, mais força. Mas a MS tem sentido essa pressão e tem investido forte para mudar esse quadro. O novo sistema operacional Windows 8 tem aos poucos agradado e a empresa começa e investir em novas tecnologias, vide sua recente inserção no mercado de tablets com o Surface.

A disputa é boa e ainda tem muita água pra rolar. E nós, apaixonados, só temos a ganhar com isso.

A Apple apresentou ontem, em um evento especial no Yerba Buena Center for the Arts, em San Francisco, a sexta geração do iPhone, que passou a se chamar iPhone 5. Dos diversos rumores, praticamente tudo foi confirmado, mas, ainda assim, o aparelhinho surpreende pelas inovações.

A começar pela espessura. O iPhone 5 está 18% mais fino [7,6mm] que o seu antecessor, além de 20% mais leve [120g]. A tela também cresceu e agora possui 4 polegadas de comprimento, e a mesma largura. A densidade é a mesma da anterior, já a resolução aumentou para 1136×640 pixels. Apesar da tela maior, o novo iPhone só aumentou 7mm de altura. Com essa mudança na tela, a home screen agora permite a inserção de mais uma linha de aplicativos. Ainda com relação à tela, o aparelho agora está compatível com novos aplicativos, como os da plataforma iWork e iLife que já foram adaptados para melhores resoluções com o MacBook Pro de Tela Retina. Com esse novo tamanho, também ficou mais legal rodar jogos e ver videos, já que ela se aproxima mais do widescreen 16:9.


Falando em jogos, o iPhone 5 agora vem com processador A6, duas vezes mais rápido e com processamento gráfico duas vezes mais rápido também que o A5 usado nos iPads. A bateria, ficou mais do mesmo e não trouxe muitas inovações. O iPhone 5 é compatível com a maioria das redes disponíveis mundialmente como a HSPA, HSPA+, DC-HSDPA e, claro, 4GLTE. O sem fio, 802.11n em duas bandas suporta conexões de até 150mbps.

A camera frontal também foi atualizada e agora detecta rostos e transmite imagens em HD 720p através do Facetime. Quanto à camera, agora é possível tirar fotos panorâmicas em alta qualidade. Para os videos, a estabilização também melhorou e permite tirar fotos enquanto filma. Outro rumor confirmado, foi o lançamento do novo conector dock que se chama Lightning. Diferente do conector de 30 pinos, o novo possui agora 8 pontos de contato e pode ser usado de ambos os lados para conectar.

Além do iPhone 5, a Apple aproveitou para dar um update na linha de iPods Nano, mudando novamente seu formato e tamanho. No lugar do antigo “relógio”, o Nano lembra muito o Nokia Lumia. Junto com os iPods, novos fones de ouvido também foram lançados. O EarPod promete uma qualidade maior de som, aprimoramento dos graves e um design que evita que o fone venha a cair do ouvido. A pré-venda começa hoje [14 de setembro] e a partir do dia 21, começa a ser vendido em 8 países: Estados Unidos, Canadá, França, Reino Unido, Alemanha, Austrália, Japão, Hong Kong e Singapura. Até o final do ano, o aparelhinho chegará a 100 países. O preço é o mesmo do iPhone 4S: 16, 32 e 64GB por US$199, US$299 e US$399. Ah, e ainda vem em duas novas cores: preto e chumbo e branca e prata. Ainda não há previsão de lançamento no Brasil.

Fonte: MacMagazine

Está chegando mais uma semana de grande expectativa no mundo da tecnologia, principalmente para os Applemaníacos. Há 5 anos atrás, a Apple revolucionava o mercado de celulares no mundo. Um ano depois, veio o iPhone 3G. Após esse lançamento, virou “rotina” termos um evento anual da Apple para lançamento de novos modelos de iPhones, ou alguns updates dos modelos anteriores [o mesmo tem acontecido com o iPad]. Em 2009, foi o 3Gs; 2010, o polêmico iPhone 4; e, ano passado, o update do iPhone 4, a nova versão 4S.

Esta semana, teremos o anúncio do tão esperado iPhone 5.

Nos meses que antecedem o anúncio, uma infinidade de modelos e rumores surgem na internet. Em geral são mockups de designers e afixionados por tecnologia de como eles acham que parecerá o novo modelo, adicionando, claro, as supostas atualizações. Nunca ninguém acertou em cheio, mas sempre batem na trave. Ao que tudo indica, o novo iPhone deve ser bastante parecido com seu antecessor, o iPhone 4S. Mas, ainda assim, algumas novidades devem chamar a atenção.

Entre todas apostas e vídeos atuais, esta da foto acima parece ser a mais próxima do que pode acontecer. Seguindo uma tendência de mercado, o iPhone 5 deve trazer uma tela maior; provavelmente algo em torno de 4,7 polegadas widescreen. Mas há quem acredite em uma total reformulação do aparelho – seja com uma tela transparente ou uma segunda tela embutida. Também se especula quanto ao visual, sem a parte traseira preta, dessa vez apostando num cinza escuro. Apesar de maior, o iPhone 5 deve ser mais fino que seus antecessores. Muito provavelmente, ele também trará uma nova entrada usada para conectar o carregador e outros equipamentos. No lugar do tradicional plug usado em iPods, iPhones e iPads desde 2003, o iPhone 5 deve inaugurar um plug menor. Além disso, a saída para os fones de ouvido agora deve vir na parte inferior, onde haverá dois autofalantes maiores e mais potentes do que os anteriores. Por falar em som, disseram por aí que os fones também serão totalmente reformulados.

Bom, mas tudo isso são apenas rumores… ainda que com algum fundamento, rumores. A certeza virá quando, provavelmente, na quarta-feira, dia 12 de setembro de 2012, Tim Cook anunciar o lançamento oficial do iPhone 5. Vamos esperar. Apesar dos preços exorbitantes dos produtos da Apple praticados no Brasil, nós, “viciados” é que saímos ganhando. Afinal, já viram macaco negar banana?!

Terminou como esperado o processo sobre quebra de patentes que a Apple moveu contra a Samsung: a empresa coreana terá que pagar pouco mais de US$ 1 Bi à gigante de Cupertino. Para quem estava fazendo um passeio em Marte com a Curiosity nos últimos tempos, a história é a seguinte: a Apple acusa a Samsung de imitar constantemente seus produtos, principalmente em seu design e formas de interação com o usuário, como a pinça e o duplo-clique, ambas usadas para dar um zoom, entre outras acusações. O processo ainda não chegou ao fim pois a Samsung recorreu da decisão.


A Samsung divulgou um comunicado nos últimos dias dizendo que quem perde não é a Samsung, e sim o consumidor americano [o processo se desenrolou em diversos países, mas a atenção estava voltada para o processo nos EUA], já que este teria menos opções de escolha, além de ironizar a política de patentes que protege conceitos como “retângulos com bordas arredondadas”. A verdade é que a Samsung sabia das infrações e resolveu ir em frente, fato que pesou na decisão do júri. No caso dos processos da Samsung contra a Apple, os jurados consideraram, por unanimidade, que a Maçã não violou nenhuma patente e ela saiu ilesa. A Apple também emitiu um comunicado informando que o processo não era sobre dinheiro e patentes, mas sobre valores morais, já que ela procura criar os produtos mais inovadores e que seria uma injustiça ver essas criações constantemente imitadas por seus concorrentes. Mas, alfinetadas à parte, vem a maior ironia de todas: a Apple é um dos maiores clientes da Samsung atualmente [a Samsung fornece, entre outros componentes, as telas dos computadores e gadgets da Apple]. Talvez por isso, o CEO da Apple, Kwon Oh-hyun não participou desse imbróglio nem deu nenhuma alfinetada em público, provavelmente querendo preservar as transações comerciais das duas empresas.


O processo ainda vai demorar um pouco com a Samsung recorrendo da decisão, mas, além disso, ainda teremos banimentos de produtos, apelações e muito chororô pra quem levar a pior. As ações da Apple subiram nos últimos dias, enquanto as da Samsung despencaram. Os impactos das decisões tomadas nas próximas semanas poderão ser medidas em breve. Ambas as empresas preparam lançamentos em breve e muita coisa pode mudar. É esperar pra ver. Só não podemos esquecer disso aqui: